Skip to content

Custos de compra de imóvel: saiba quais são e como se planejar

Você sabe quais são os custos de compra de um imóvel? Provavelmente você não conhece todos, já que a aquisição imobiliária envolve inúmeros gastos. 

São tantos gastos que até algumas acabam desistindo de comprar seus próprios imóveis e optam pelo aluguel. 

No entanto, com um planejamento financeiro estratégico fica bem mais fácil adquirir um imóvel com praticidade, sem ter que enfrentar problemas. 

Porém, para realizar um bom planejamento, é necessário considerar alguns fatores importantes. Seguindo-os, é bem provável que você anule a complexidade de comprar sua moradia. 

Por isso, a aMORA, neste artigo, trouxe todos os custos que você terá de lidar quando comprar seu imóvel próprio. 

Conhecendo todos antecipadamente, fica mais fácil fazer um planejamento financeiro estratégico e eficaz. Continue lendo para saber mais! 

Quais os principais custos ao comprar um imóvel?

Finalmente, você decidiu que comprar uma casa é uma prioridade importante na sua vida. 

Ao pesquisar você descobrirá as diferentes despesas envolvidas na compra da casa dos seus sonhos, você percebe que não é apenas o preço do imóvel que você terá que pagar.

Se você está tentando comprar uma casa na cidade de São Paulo, é importante saber exatamente quanto você vai desembolsar para se tornar um proprietário. 

Vamos orientá-lo sobre todos os custos únicos e contínuos envolvidos na compra de uma casa. Bom, além do custo do imóvel, conheça as principais despesas!

ITBI

ITBI ou Imposto de Transmissão de Bens Imóveis é um dos primeiros gastos para concluir a compra do imóvel. 

Trata-se de uma taxa cobrada pela prefeitura sempre que é realizada a compra de uma propriedade. 

O ITBI é de responsabilidade do novo proprietário. Essa taxa equivale varia em média entre 2% e 3% do valor do imóvel. 

É possível aplicar essa taxa em cima do valor venal ao invés do valor de transação, o primeiro geralmente sendo inferior ao segundo. 

Dessa forma, é possível pagar uma taxa menor. Como esse imposto é cobrado a partir de uma lei municipal, é preciso verificar o valor da taxa em sua cidade. 

Registro

O ato de registro do imóvel é a hora de declarar que é o proprietário legal do imóvel. Também é o momento de ressaltar se o imóvel está transferindo para alguém. 

O registro pode ser feito no Cartório de Registro de Imóveis, onde são registrados documentos como Escritura de Compra e Venda ou Contrato de Financiamento do Imóvel. 

Com os TBI em mãos, você consegue realizar o registro do imóvel rapidamente. O valor do registro pode variar de acordo com a localização da moradia. 

No entanto, a taxa extra, geralmente, fica abaixo de 1% do total do bem. Existe uma tabela de valores de registro onde o comprador poderá se basear. 

Escritura público

A escritura é como um contrato de compra e venda. Assim como o registro, também tem seu custo definido por tabela de acordo com a faixa de valor do imóvel, e varia em cada estado.

Com tantos gastos extras que tendem a encarecer a compra, é importante saber que, caso o cliente esteja realizando a compra do seu primeiro imóvel, é possível conseguir um desconto de 50% nos valores do registro e da escritura. 

Essa condição inclui casos nos quais a compra seja feita através do SFH (Sistema Financeiro da Habitação) e com valor máximo de R$ 950.000,00 em São Paulo.

Comprar uma casa não é tarefa fácil, e sua primeira casa é sempre um marco. Com a quantidade certa de planejamento e economia, você estará pronto para realizar seus sonhos de casa própria mais rápido do que imagina.

Outros custos que você pode ter ao comprar um imóvel

custo-adicionais-na-compra-de-imóvel

Os custos citados acima são os principais na compra de um imóvel, mas existem outros valores que devem ser inclusos na compra de uma residência. 

Isso porque existem alguns “gastos implícitos” em todo o processo de compra do imóvel, seja ele financeiro ou à vista. 

Portanto, é muito importante ficar atento às taxas extras que podem ser cobradas no processo de compra da moradia. Veja outros custos que podem estar inclusos na aquisição!

Custos de Manutenção do Imóvel

Você deve se atentar se existem custos de manutenção do imóvel. Geralmente, eles incluem gastos com reparos, conservação, manutenção preventiva e outras despesas, como: 

  • Reparos estruturais: Se refere à manutenção em paredes, teto, pisos, entre outros; 
  • Manutenção elétrica e hidráulica: Consertos em instalações elétricas e hidráulicas, como troca de lâmpadas, reparos em vazamentos e outros; 
  • Manutenção de sistemas de aquecimento (ventilação): Reparos em sistemas como ar condicionado, sistema de aquecimento e ventilação; 
  • Limpeza e jardinagem: Caso o imóvel tenha jardim, um valor pode ser cobrado para a limpeza e jardinagem;
  • Seguro imobiliário: Serviço que cobre possíveis danos ao imóvel, como incêndios, roubos, furtos e outros. 

É muito importante levar em consideração os custos de manutenção ao realizar um planejamento financeiro para a compra de um imóvel. 

Isso porque ele pode impactar significativamente no orçamento total do usuário. Por isso, é importante ter uma noção clara dessas despesas antes de fechar a compra. 

Taxa de corretagem 

A taxa de corretagem é um valor que é pago para o corretor imobiliário que realiza a intermediação da transação imobiliária, seja na compra, venda ou aluguel do imóvel. 

Geralmente, essa taxa é cobrada ao vendedor ou locador, mas em alguns casos também pode ser paga pelo comprador ou inquilino. 

A porcentagem da taxa de corretagem pode variar de acordo com a região e o mercado imobiliário. Porém, ela fica entre 5% e 6% do valor total da transação. 

Essa taxa existe para remunerar o corretor imobiliário pelo seu esforço e dedicação na realização da transação, que inclui a visita no imóvel, negociação com as partes envolvidas, elaboração de contratos e outros. 

Custos de Preparação do Imóvel

Sabia que até mesmo a preparação do imóvel deve constar no orçamento final? Isso porque você terá que arcar com gastos da mudança, móveis novos, decoração, reforma, etc. 

Por isso, realize um ótimo planejamento financeiro que já inclua esse tipo de gasto no seu orçamento final. Coloque tudo no papel para evitar possíveis endividamentos. 

Dessa maneira, você consegue construir sua casa de maneira prática e também economizando muito. 

Qual o valor gasto com documentação na compra de um imóvel?

valor-da-documentação-na-compra-de-imóvel

Na compra de um imóvel, é muito importante que o comprador saiba que terá que desembolsar uma boa quantia com documentação e impostos. 

Isso porque são esses gastos que fazem com que a moradia seja legalmente pertencente ao proprietário. 

No entanto, esses gastos não são fixos, portanto, podem variar de acordo com a cidade e preço da moradia. 

Normalmente, os custos com a documentação do imóvel podem variar entre 4% e 8% do valor do imóvel. Porém, existem custos adicionais, como: 

  • Taxa de registro: Cobrada pelo Cartório de Registro de Imóveis na hora da transferência da propriedade; 
  • Escritura: Custo de elaboração da escritura pelo escritório de advocacia ou cartório; 
  • ITBI: Cobrado pelo município onde o imóvel está localizado; 
  • Emolumentos: São as taxas cobradas pelo Cartório de Registro de Imóveis para a execução de ações ligadas à compra e venda de imóveis; 
  • Certidões: São os custos da aquisição de certidões de regularidade do imóvel e do vendedor;
  • Honorários de corretagem: Valores cobrados pelo corretor de imóveis pelos serviços prestados.

Os custos podem variar de 2% a 6%, porém, é importante verificar o valor exato para o seu caso com os profissionais envolvidos na operação. 

Quais os custos de compra um imóvel financiado?

Quando uma pessoa compra um imóvel financiado, os custos podem ser um pouco diferentes, já que estamos falando sobre uma modalidade de crédito. 

Ou seja, essa categoria de compra envolve outras áreas financeiras, como o banco. Portanto, outras taxas são cobradas pelo valor emprestado. 

Além dos custos de documentação mencionados anteriormente, o comprador também deverá arcar com os juros e encargos do banco ou da financeira responsável pelo financiamento. Os valores principais são:

  • Taxa de juros: A taxa de juros é definida pelo próprio banco e pode ser fixa ou variável, dependendo do tipo de financiamento escolhido; 
  • Taxa de abertura de crédito: Essa taxa é cobrada no momento da contratação do financiamento imobiliário e corresponde a uma parte do valor financiado; 
  • Tarifas bancárias: Essa taxa é referente à manutenção de conta, tarifa de pagamento de boleto, entre outras cobrada pelo banco ou financeira; 
  • Impostos: Os impostos geralmente são o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), cobrado pelo governo federal sobre o valor financiado. 

No entanto, vale ressaltar que os custos do financiamento imobiliário podem variar de acordo com o empréstimo escolhido e do valor do imóvel financiado. 

Quais os custos de comprar um imóvel à vista?

quais-os-custos-de-comprar-um-imóvel

Cada tipo de compra de imóvel possui seus próprios custos adicionais. Com a compra do imóvel à vista não é diferente, também existem os valores extras. 

No entanto, como o imóvel está sendo pago à vista, certamente os valores adicionais serão mais baixos que um empréstimo ou financiamento. 

Comprando o seu imóvel à vista, você está propenso a pagar valores adicionais como: 

  • Impostos: O comprador poderá pagar IPTU e o ITBI, cobrados pelo governo municipal e estadual, simultaneamente;
  • Taxas de registro: Além dos impostos, o comprador também deverá arcar com as taxas de registro do imóvel no cartório; 
  • Honorários de corretagem: Valor voltado para os serviços prestados pelo corretor de imóveis, correspondem a uma porcentagem do valor de venda do imóvel.
  • Taxa de serviços públicos: Valores referentes a taxa de luz, água e gás. Devem ser pagas para o fornecedor de serviços públicos no momento da compra do imóvel;
  • Reformas e adaptações: São os custos de reformas ou adaptações realizadas depois da compra do imóvel. 

A diferença entre os outros tipos de modalidade de compra é somente a forma que o imóvel será pago. Modalidades de compra como o empréstimo e financiamento cobram juros e encargos — diferente do pagamento à vista. 

Quais os custos para começar a comprar um imóvel com a aMORA?

Para você comprar um imóvel na aMORA, não é necessário ter muitos recursos financeiros acumulados. Nosso objetivo é facilitar a compra do seu imóvel. 

Seguimos uma metodologia de compra de imóvel inovadora, facilitando para nossos clientes todo o processo de compra do seu imóvel dos sonhos. 

Portanto, optando pela aMORA, você tem uma compra bem mais vantajosa do que um financiamento imobiliário. 

Por isso, a entrada principal pode ser depositada em dinheiro. Porém, se você tiver seu FGTS acumulado, realizamos um cálculo que reduz o valor de entrada até 15%. 

Com a aMORA, você escolhe seu imóvel dos sonhos em São Paulo e consegue comprar seu imóvel de maneira prática e segura. 

Quer saber mais sobre os benefícios de comprar um imóvel com a aMORA? Inscreva-se em nosso site e dê o primeiro passo para a realização de um sonho!  

Programa Alugar para Comprar

programa-alugue-para-comprar

Essa é a opção que oferecemos aqui na aMORA, mais flexível para quem quer se tornar proprietário. 

Você escolhe o imóvel que quer morar e a aMORA compra para você. Você se muda para o imóvel pagando uma mensalidade composta pelo aluguel — geralmente 0,5% do valor do imóvel — mais o valor de reserva para a entrada no futuro financiamento. 

Você pode simular essa opção na calculadora que disponibilizamos em nosso site. Oferecemos 3 anos de contrato de aluguel e te ajuda a guardar dinheiro. 

Quando se sentir seguro e pronto, você pode comprar a sua casa com a aMORA pelo preço prefixado no início do contrato. 

Se você optar em não comprar o imóvel, a aMORA devolve até 100% do dinheiro que guardou. Não é interessante? 

Essa opção permite você fazer um test drive do imóvel que escolheu, se preparar financeiramente por 3 anos. 

Todos os custos como ITBI, Registro e Escritura são de responsabilidade da aMORA no primeiro momento, o que é ótimo pensando que talvez você precise de dinheiro para uma reforma, por exemplo.

Somado a flexibilidade do programa Alugar para Comprar da aMORA está a tecnologia exclusiva de análise dos imóveis que dá suporte na escolha do melhor negócio. 

A aMORA coleta grandes volumes de dados do mercado, o que possibilita construir modelos precisos de avaliação. 

Essa parceria “aMORA x Clientes" significa economizar para se planejar financeiramente e um caminho claro e realista para o sonho da casa própria.

Importante ressaltar que nossa proposta é única porque possibilita você a escolher o imóvel que deseja, independente da incorporadora, corretora ou proprietário do imóvel.

Preparado para começar a jornada da casa própria? Escolha seu imóvel próprio com aMORA e aproveite os benefícios do aluguel com intenção de compra

Conclusão 

Comprar um imóvel próprio não pode ser uma tarefa muito simples, mas com um ótimo planejamento financeiro, você consegue realizar seus sonhos. 

Portanto, antes de fechar o contrato da compra do seu imóvel, conheça os valores adicionais que podem ser inclusos no valor final da moradia. 

Se você quiser simplificar a sua compra, opte por modalidades de pagamento inovadoras, como o aluguel com intenção de compra. Conheça essa categoria com a aMORA!